eSportsValorant

VALORANT: Gamelanders Purple bate B4 Angels e se consagra campeã do VCT Game Changers;

Escalação Gamelanders Purple (Naxy, drn, nat1, bstrdd e daiki) Foto: Reprodução/ Twitter

A Gamelanders Purple foi a grande campeã do Game Changers Series Brasil, circuito feminino do Champions Tour. A equipe bateu a B4 Angels, grande rival no Brasil, na noite deste domingo (21) uma série disputada na grande final por 3 a 2.  

Vale lembrar que a equipe das Angels havia sido derrotada pela Purple no meio da competição. As equipes se encontraram nas semifinais da chave dos vencedores, onde a GL se saiu melhor e despachou as adversárias para a repescagem por 3 a 0. 

Lutando pela vida na competição, a B4 Angels venceu com tranquilidade a Star Horizon na repescagem e ganhou mais uma chance de derrotar a maior rival. Agora, em uma série melhor de 5. 

O confronto!

A Bind foi o mapa escolhido para abrir os trabalhos da noite. Começando na defesa, a Gamelanders não deu brechas para as adversárias. Com a mira afiada e algumas trocas rápidas, a equipe conseguiu surpreender a B4 ainda na entrada dos boms, limpando uma por uma e fechando a primeira metade por 9 a 3. No ataque, a Purple apostou em investidas rápidas e explosivas, e sem muito dificuldade, fechou a Bind por 13 a 4. 

#VCTGameChangers
Na Heaven, a Gamelanders não perdeu o ritmo e com velocidade e bala na agulha, a equipe rapidamente abriu 9 a 3 na disputa. Na troca, porém, a B4 voltou ainda mais decidida a empatar a série e com um jogo mais seguro foi ganhando round atrás de round até encostas na GL. No 12 a 11, as Angels conseguiram vencer o cluth decisivo e empatar a série. 


A Split foi o mapa de recomeço da série, e novamente, a Gamelanders saiu na frente. Na defesa, a equipe frustrou o ataque adversário e chegou a abrir uma vantagem de 5 a 0, porém, as Angels foram cada vez mais gostando do jogo e recuperaram parte dos rounds, fechando a primeira metade no 5 a 7. Na troca, foi a vez da GL atacar, e sem muita conversa, emplacou outra sequência. Apesar da dificuldade nos rounds finais, a equipe venceu a Split por 13 a 10 e voltou a dominar a série. 


Breeze, o novo mapa, foi o quarto mapa escolhido para a série. No ataque e com muita agressividade, a B4 veio com tudo para o quarto jogo. Obstinada a devolver a derrota amarga na semifinal, a equipe conseguiu surpreender a GL e emplacar bons rounds, vencendo a primeira metade na vantagem por 7 a 5. Na troca, foi a vez da Purple surpreender e voltar a encostar no placar. Com destreza, a equipe até conseguiu levar o mapa para o overtime, mas foi surpreendida por uma B4 firme, que levou o mapa por 14 a 12 e levou tudo para o tudo ou nada. 


A Ice Box veio para decidir tudo e começando no ataque, a B4 puxou o tapete da GL e conseguiu garantir ponto atrás de ponto, sem nem deixar a adversária pensar, fechando a primeira metade por 8 a 4. Na troca, a Purple entrou com tudo no ataque e devolveu os pontos, empatando a série no 8 a 8. A equipe entrou optou por um jogo mais furtivo e com menos trocas, e na calma, levou o mapa por 13 a 10.

What's your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0
Rafhael Pardin
Olá, sou Rafhael Pardin, natural do Espírito Santo e formado em Jornalismo pela FAESA Centro Universitário. Jogador de LoL desde 2013 e mais recentemente de Valorant. Trago a cobertura dos jogos durante os finais de semana.

You may also like

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in:eSports