League of LegendsGUIA DO WILD RIFTLoL Wild Rift

PARTIDAS – Wild Rift

As partidas do Wild Rift duram de 15 a 20 minutos. Isso significa que temos todas as fases do LoL – rotas, emboscadas, confrontos de equipe, investidas divididas, jogadas magistrais 1v1 –, só que mais curtas.

O objetivo ainda é destruir as torres para acabar com o Nexus inimigo, e as cinco posições são as que já conhecemos. Mas queremos falar um pouco mais sobre algumas das mudanças que realizamos e dar o contexto por trás de cada uma.

O MAPA

O mapa do Wild Rift é um pouco menor do que o tradicional Summoner’s Rift de PC. Ele ainda tem três rotas e trajetos entre elas com objetivos neutros, mas a selva é um pouco mais simplificada.

Ao avançar em uma rota, vocês vão notar que não há inibidores, já que eles foram integrados à terceira torre de cada rota.

O Nexus também não tem torres de proteção, já que agora ele mesmo se protege de tropas e Campeões.

O mapa é espelhado no lado vermelho, para que sua base sempre seja no canto inferior esquerdo. Tomamos essa decisão porque, ao jogar da direita para a esquerda, os polegares sempre ficariam no caminho da sua mira. Por isso, Wild Rift não utiliza os termos “rota superior” e “rota inferior”, mas “rota em dupla (Dragão)” e “rota solo (Barão)”!

SELVA

Jogo na selva: O Wild Rift não tem itens específicos da selva. Basta escolher entre o Golpe Desafiador e o Golpe Congelante depois de terminarem quatro dos acampamentos maiores da selva.

Fortalecimentos: O Azuporã concede Vida e Mana. O Rubrivira concede dano e Lentidão.

DRAGÕES

Os dragões do Wild Rift se assemelham um pouco mais aos seus irmãos do LoL de PC na temporada 2019: quatro dragões que concedem fortalecimentos elementais por toda a partida quando derrotados. Só haverá um dragão de cada tipo por partida.

Aqui, há algumas mudanças. A maior delas é no Dragão do Oceano: em vez de conceder uma cura fixa e regeneração ao longo do tempo, ele concede Vampirismo ao causar Dano Físico e Mágico. Tomamos essa decisão para incentivar as equipes em posse desse efeito a serem mais agressivas em vez de evitar lutas para aguardar a regeneração de Vida.

Porém, no fim de jogo do Wild Rift, surge um único Dragão Elemental Ancião, que é uma versão superpoderosa de um Dragão que não surgiu ainda. Ele concede um efeito base três vezes mais poderoso do que o dos dragões comuns, além de um efeito de queima.

  • Dragão do Oceano: Vampirismo de Dano Mágico e Físico.
  • Dragão Infernal: % de dano adicional.
  • Dragão da Montanha: escudo regenerativo quando fora de combate.
  • Dragão das Nuvens: Velocidade de Movimento adicional, ainda maior quando fora de combate.

ARAUTO DO VALE E BARÃO

ARAUTO DO VALE: Derrotem-no e posicionem-no em uma rota para destruir torres no começo e no meio de jogo. As costas do Arauto são vulneráveis.

BARÃO NA’SHOR: Derrotem-no no meio e no fim de jogo para conceder um efeito positivo para toda a equipe, que fortalece tropas, mas se perde quando o Campeão que o obteve é abatido.

PLANTAS

FRUTOMEL: Ataquem-no para fazer surgir três frutas que concedem Vida e Mana.

FLORIVIDENTE: Ataquem-na para revelar uma área em forma de cone na frente da planta.

PINSTOURO: Ataquem-no para afastar todas as unidades próximas, até mesmo sobre terrenos.

CONFIRA O GUIA COMPLETO E OUTROS CONTEÚDOS ABAIXO:

O QUE É LEAGUE OF LEGENDS: WILD RIFT?

EXPERIÊNCIA DE JOGO

SISTEMAS DO JOGO

O MUNDO DE RUNETERRA

VISÃO GERAL DA MECÂNICA DE JOGO

CONTROLES

LOJA DE ITENS DENTRO DE JOGO

GÍRIAS E VOCABULÁRIO

What's your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0

You may also like

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *