League of Legends

Foco na acessibilidade: Rise Academia anuncia torneio de League Of Legends para PcDs

A Copa Rise Academia já está entre nós. O torneio de League Of Legends, com foco na inclusão de pessoas com deficiência (PcDs) no cenário de Esports, está com inscrições até a próxima terça-feira (4). 

O evento principal terá um total de 04 (quatro) dias de duração, sendo 02 (dois) finais de semana. O torneio começa no dia 08 de maio, com partidas no formato em MD3 até as semifinais. A grande final acontece no dia 16 e será no formato de MD5.

O campeonato já conta com alguns times confirmados, entre eles: Gamer Squad Guardians, Kaissa e-sports agency, KNO Gaming. Além deles, um time formado por pessoas que se juntaram no grupo para jogar o campeonato também está na disputa .

CEO da Gamer Squad e Co-fundador da Rise Academy, Guilherme Cepada ressalta a importância de um campeonato como a Copa para o cenário de Esports. Para ele, o objetivo é mostrar que todos podem participar do cenário de Esporsts e ainda, que se sintam como jogadores profissionais de League of Legends. “O nosso campeonato tem o objetivo de fomentar/divulgar o cenário de League of legends para Pessoas com deficiência (PcDs), mostrando que todos podem participar ativamente da comunidade dos Esports”, explica o CEO. 

“A copa surgiu da união de vários projetos e pessoas, que se juntaram para construir um ambiente seguro e acessível, onde essas pessoas se sintam acolhidas e animadas para disputar pelo tão sonhado objetivo de se tornar um jogador profissional de League of Legends, mesmo que por alguns dias, pretendemos oferecer a estrutura de um campeonato profissional pra eles.”, conclui Guilherme.

“Queremos um campeonato que seja jogado e organizado por PcDs. De forma que fomente o mercado de trabalho.”

Intérprete e Diretora de acessibilidade GSE & Rise Academia, Jessyka “Suuhgetsu” Maia reforça a importância de pessoas com PcDs no cenário de Esporsts. Segundo a interprete, o cenário dos esports está cada vez maior, e cada vez menos inclusivo, mas não por falta de público, nem de profissionais e muito menos de informação. “Queremos caster, árbitros, jogadores, designs, todas as funções de um campeonato. Estamos em 2021 e esse é o segundo campeonato voltado para PcDs,  que muitas vezes são excluídos por conta da sua deficiência, ou são subestimados por isso” ressalta a Diretora. 

“A organização durante a criação das regras teve a avaliação de algumas pessoas com deficiência, tanto organizadores, quanto colaboradores, de forma a ficar o mais respeitoso e inclusivo possível”, conclui  Suuhgetsu. 

“As partidas serão transmitidas e feitas com o máximo de acessibilidade, incluindo legendas e intérpretes.” 

 

O campeonato será transmitido no canal https://www.twitch.tv/gamersquadesports. Contando com intérpretes de Libras e legendas durante o evento. Você pode se inscrever e conferir o regulamento logo abaixo: 

Link das inscrições: https://forms.gle/1Vcm2VbkSc4hFrW5A

Regulamento completo da Copa Rise Academia: https://docs.google.com/document/d/1CH7rJUKBytihkPtMeYtFkO7IGIvGP_sqKUUX6YgvU2U/edit?usp=sharing 

Premiação

O evento principal conta com premiação para os três primeiros colocados, como uniformes oficiais da Rise Academia (personalizados com o nick), premiação em dinheiro e Riot Points. 

1º Lugar 

  • 7 camisas da Rise Academia, personalizadas com o nick do player, sendo uma por jogador.;
  • Premiação em dinheiro no valor de R$ 140,00 que será pago para o capitão do time dividir com os demais integrantes do time;
  • 2 meses de acesso a plataforma AnaliseLol para o time;
  • 5 Bolsas de 100% Rush Academy 

2º Lugar 

  • 1 mês de acesso a plataforma AnaliseLol para o time;
  • Premiação em dinheiro no valor de R$ 60,00 que será pago para o capitão do time dividir com os demais integrantes do time;
  • 5 Bolsa Rush Academy para o time titular (de 7 dias por mês);

3º Lugar 

  • 1 mês de acesso a plataforma AnaliseLol para o time;
  • 5 Gift Card de 650RP (1 por jogador titular);

Sobre a Rise Academia

A Rise Academia foi fundada oficialmente em dezembro do ano passado, surgindo inicialmente como um projeto interno da Gamer Squad, organização de eSports que conta com times nas modalidades de LoL, CS:GO, Free Fire, Valorant, Wild Rift e também conta com um Departamento de Psicologia e de Acessibilidade. A Rise Academia é um projeto que oferece gratuitamente aulas de Libras para jogadores e entusiastas dos eSports. 

A ideia é que a Rise Academia se torne uma referência em acessibilidade e em inclusão dos surdos no esporte eletrônico futuramente. Dessa forma, os coletivos de inclusão ganham destaques justamente por cumprirem papel também de desmascarar o senso comum de que não há necessidade para legendas ou intérpretes.” afirma Guilherme Cepeda. 

A Academia conta com uma equipe especializada com intérpretes de Libras, manager, social media e recentemente anunciado, um embaixador.

“É um projeto mais voltado para o cenário de esports, mas não é 100% focado nele, sabe? Se uma pessoa que não for do cenário quiser entrar, será bem-vinda também. A gente vai ser mais flexível para a área de games justamente por causa da Liga dos Surdos e porque sabemos que existe toda uma questão linguística e muitos dos jogos não tem sinais específicos. Então, queremos trabalhar para acender a língua dentro do esports”, revela Keila.

Guilherme reforça que a ideia é aplicar no cenário de esports, mas não ser limitado a ele. Sabemos que, no cenário, existem muitas pessoas interessadas em aprender, mesmo aqueles que já trabalham com isso, mas não têm o conhecimento necessário do vocabulário dos esports, como os campeões de League of Legends, por exemplo”.

Se você tem interesse em aprender libras na Rise Academia e consumir conteúdo sobre acessibilidade e inclusão nos esports, preencha este formulário para participar. Fique ligado também no Twitter do projeto.

What's your reaction?

Excited
2
Happy
1
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0
Rafhael Pardin
Olá, sou Rafhael Pardin, natural do Espírito Santo e formado em Jornalismo pela FAESA Centro Universitário. Jogador de LoL desde 2013 e mais recentemente de Valorant. Trago a cobertura dos jogos durante os finais de semana.

    You may also like

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *