eSportsValorant

“É óbvio que matar é importante dentro de um FPS, mas com certeza, pra mim, a melhor característica do BELKY é a forma com que ele lê e entende o jogo” comenta Nyang

Foto: Bruno Alvares / Riot Games

A Gamelanders voltou com tudo. No último sábado (10), a equipe bateu a Sharks Esports por 2 a 1 e garantiu a passagem direta para a segunda fase do VALORANT Challengers Brasil 3. Após a vitória árdua da equipe, o jogador Guilherme “Nyang” Coelho conversou com os jornalistas, onde comentou a boa fase e as adições realizadas na equipe. 

“Muito do que a gente vem tentando trazer agora é jogar de uma forma que não seja tão óbvia. Porque a Gamelanders, querendo ou não, dominou o ano de 2020, e todos os times sabiam exatamente tudo o que a gente iria fazer. Então a gente achar que resolver na bala, ou tentar lidar da mesma forma das outras vezes, uma hora não ia resolver. Que foi o que aconteceu nesses seis primeiros meses do ano.” comentou o jogador.    

“Agora, principalmente com a entrada do BELKY, tudo isso (fator tático que faltava na GL) está começando a ser desenvolvido dentro da equipe pra gente parar de querer resolver tudo na bala, e começar a resolver com tática ou jogada específica, e jogar de um jeito inteligente. Eu acho que isso faltava muito pra gente no passado.”

Um novo controlador

Ainda sobre a entrada do controlador na equipe, Nyang não poupou elogios para falar sobre o novo integrante. Para ele, o jogador tem tudo para se tornar o melhor do Brasil, pois além de jogar muito bem, BELKY possui uma leitura e entendimento do jogo diferente. Somando ainda mais no estilo de jogo da Gamelanders.    

“A adesão dele no time quebra um pouco desse ritmo de leitura dos jogadores por conta desse lurcker, além de ser um adicional muito grande pra gente como equipe. Antes mesmo de entrar eu comentei que ele tinha tudo para se tornar o melhor controlador do Brasil, mas que não podia ficar preso na Astra. Nesse dia ele virou pra mim e falou: relaxa, eu já tenho todos masterizados.”    

“O BELKY é um cara que joga muito, mas não foi só isso que a gente pensou quando chamou ele. É óbvio que matar é importante dentro de um FPS, mas com certeza, pra mim, a melhor característica do BELKY é a forma com que ele lê e entende o jogo. Eu admiro muito isso, e acredito que talvez ele seja o controlador mais inteligente que a gente já teve dentro do VALORANT.” concluiu o jogador.

What's your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0
Rafhael Pardin
Olá, sou Rafhael Pardin, natural do Espírito Santo e formado em Jornalismo pela FAESA Centro Universitário. Jogador de LoL desde 2013 e mais recentemente de Valorant. Trago a cobertura dos jogos durante os finais de semana.

You may also like

Comments are closed.

More in:eSports